Associação Biodinâmica

Laboratório de Métodos de Formação de Imagens

fotolaboratorio1Por Juliana Klinko

O estabelecimento do laboratório de métodos de formação de imagens da Associação Brasileira de Agricultura permitiu a iniciação de uma linha de pesquisa em dinamólise capilar aplicada à agronomia.

Uma introdução aos métodos de formação de imagens

Na comparação de produtos agrícolas provenientes de diferentes sistemas de cultivo, ou na avaliação do processamento e conservação destes produtos, nem sempre os testes analíticos convencionais são capazes de detectar diferenças (Plochberger e Velimirov, 1992 apud Oliveira, 2000). Devido às limitações destes testes, como a dificuldade de determinação de quais são as substâncias efetivamente importantes; impossibilidade de observar seus efeitos sinergísticos ou antagonísticos; e a quantidade das substâncias avaliadas não necessariamente se correlaciona de maneira direta com sua atividade (Bonilla, 1992); faz-se necessária a utilização de outros métodos. É proposto, então, o uso complementar de um grupo de métodos "de alta sensibilidade" (Oliveira, 2000) que podem ser divididos em várias categorias: testes de alimentação animal (e posterior observação de crescimento, sucesso reprodutivo e outros fatores), biomonitoramento, método de absorção de luz, bioeletrônica, biofotônica e métodos de formação de imagens.

Os métodos de formação de imagens são também chamados de métodos morfológicos indiretos em contraposição ao método morfológico direto, referente à observação goetheanística do desenvolvimento vegetal (Tesson e Bravo, s/d). Podemos citar, por exemplo, os trabalhos de Bochemühl (s/d) voltados à pesquisa de plantas medicinais e, mais especificamente no campo da agricultura, a pesquisadora Christina Arncken do instituto de pesquisa em agricultura orgânica – FiBL, em Frick, Suíça, está desenvolvendo trabalho de determinação de qualidade de cereais que envolve a observação goetheanística.

Os métodos de formação de imagens podem ser divididos nos seguintes grupos, conforme Tesson e Bravo (s/d): cristalização sensível, métodos capilares e as "gotas sensíveis" de Schwenk. A cristalização sensível (Figura 1) é o método em que a solução do aditivo é misturada à solução de cloreto cúprico, um filme líquido dessa solução resultante é colocado sobre placas de vidro planas sofrendo então lenta cristalização sob condições controladas, gerando uma imagem cristalina. Os métodos capilares consistem de formação de imagens a partir da migração de soluções orgânicas e sais metálicos em papel de filtro cromatográfico, seja em posição vertical – dinamólise capilar, ou horizontal – cromatografia circular. O método das "gotas sensíveis" consiste na observação de formas geradas pelo impacto de gotas de água destilada no líquido a ser estudado sob condições controladas.

fotolaboratorio2

A dinamólise capilar

A dinamólise capilar foi desenvolvida por Eugen e Lily Kolisko no Instituto Biológico do Goetheanum (Stuttgart), sendo baseada nos mesmos princípios da análise capilar. Em 1920 estes pesquisadores iniciaram o estudo de sais metálicos e, após dois anos de estudo de formação de imagens com substâncias inorgânicas, passaram a estudar excreções animais e humanas. Em 1923 iniciaram a pesquisa de extratos vegetais. Os autores descobriram que necessitavam combinar a ação dos sais metálicos com a ação específica dos vários extratos vegetais a fim de gerar imagens informativas (Kolisko & Kolisko, 1978).

A análise capilar, amplamente utilizada hoje em dia, difere da dinamólise capilar quanto a seus objetivos. Enquanto a primeira é voltada à análise físico-química da mistura, a dinamólise capilar tem por objetivo gerar uma visão global da mistura através de uma imagem, não há a preocupação de identificar cada componente. Na figura obtida pela dinamólise capilar, não importa tanto o quanto as substâncias ascenderam, mas a complexidade de formas que o conjunto gerou, ou seja, as propriedades pictomorfológicas do aditivo.

O método da dinamólise capilar pode ser aplicado ao diagnóstico médico, assim como a cristalização sensível, sendo então denominado método Kaelin. A "Clínica Sant'Anna" em Juiz de Fora, MG, desenvolve um trabalho pioneiro na área.

A técnica

O teste Kolisko consiste na migração de 1 ml (em geral) de solução orgânica em papel de filtro disposto verticalmente e enrolado na forma de cilindro (Figura 2). Após a secagem, ocorre a migração de 2 ml de solução de sal metálico, comumente, nitrato de prata (AgNO3) em concentrações geralmente na ordem de 0,5%, podendo ser utilizados outros sais (Kolisko & Kolisko, 1978). Enqvist (1970) modificou aspectos técnicos do teste. A solução orgânica ascende até a altura de 1,0 ou 1,5 cm e, após a secagem do papel, adiciona-se o nitrato de prata (AgNO3).

fotolaboratorio3

O método Wala (Figura 3), empregado aqui na Associação Brasileira de Agricultura Biodinâmica, foi desenvolvido nos laboratórios farmacológicos Wala na Alemanha, e emprega uma terceira fase de ascensão de sulfato ferroso, que permite um maior desenvolvimento das formas e realiza a fixação da imagem. Detalhes técnicos estão disponíveis em apostila.

Métodos de formação de imagens e qualidade

Nos últimos anos tem aumentado o interesse pelos métodos de formação de imagens aplicados complementarmente à avaliação da qualidade das culturas e seus produtos (Meier-Ploeger & Vogtamnn, 1991 apud Andersen, 2001). Os métodos de formação de imagens se mostraram frutíferos na distinção de sistemas de produção ou processamento, mas como relacionar essas diferenças encontradas à qualidade? As revisões bibliográficas de estudos comparativos entre sistemas agrícolas revelaram que íntimas correlações entre as imagens e os componentes e constituintes de culturas e produtos são incertas, e que não foi ainda estabelecida uma correlação entre propriedades pictomorfológicas e nutricionais (Andersen, 2001).

Tingstad (2002) entrevistou nove pesquisadores que trabalham com dinamólise capilar. Sete tiveram experiências positivas com o método, e seus resultados indicaram que a dinamólise capilar pode assumir importância na avaliação de alimentos e extratos farmacêuticos de plantas medicinais. Antes, porém, o método deve ser sujeito à validação técnica e correlacionado com outros métodos.

A íntima correlação de componentes e constituintes dos alimentos com estruturas nas imagens de métodos de formação de imagens não seria frutífera, pois métodos analíticos e de formação de imagens almejam diferentes objetivos, diferentes instâncias de dados. Contudo, mostra-se necessário o desenvolvimento de pesquisas que relacionem esses métodos a outros métodos de avaliação globais já consagrados na determinação de qualidade, como os testes de alimentação animal, por exemplo, como já apontado por Andersen (2001). Uma amostra que leva ao aumento no crescimento e fertilidade de um determinado animal teria também maiores propriedades pictomorfológicas do que uma amostra que causa queda no crescimento e fertilidade desses animais?

Apesar desta e muitas outras questões ainda a serem respondidas, o uso dos métodos de formação de imagens permite detectar a existência de diferenças entre amostras dificilmente observáveis por métodos tradicionais, e parece abrir uma nova janela para conceitos mais abrangentes de qualidade.

Bibliografia

  • ANDERSEN, Jens-Otto. Development and application of the biocrystallization method. Herskind, Denmark, Biodynamic Research Association, 2001.
  • BOCHEMÜHL, Jochen. Ein Leitfaden zur Heilplanzennerkenntnis. Dornach (Schweiz): Verlag am Goetheanum. s/d.
  • BONILLA, José A. Fundamentos da agricultura ecológica: sobrevivência e qualidade de vida. São Paulo: Nobel, 1992.
  • OLIVEIRA, Geraldo Deffune Gonçalves de. Allelopathic influences of organic and bio-dynamic treatments on yield and quality of wheat and potatos. Doctoral thesis. Wye college – University of London, 2000.
  • TESSON, Marie-Françoise e BRAVO, Miguel Angel Fernandez. Cristaux sensibles. Cahors, France: Fraysse, s/d.
  • TINGSTAD, Anette. Quality and method: rising pictures in evaluation of food quality. Trad. from "Kvalitet og methode: stigbilleder til kvalitetsvurdering af fødevarer". Ph.D. thesis. Copenhagen: Gads Forlag, 2002. 240 p.
exemplo 300x250
Terrara Logo

AD2

AD3

AD4

AD5

AD6
cartilha
artilha pecuaria peq
grd 117 cartilha graos
cafe

RODAPÉ
Our website is protected by DMC Firewall!