Associação Biodinâmica

A biodinâmica como Caminho Interior

Em todos as épocas de sua evolução, o homens sempre cultuaram as forças celestes, principalmente o sol, astro no qual reconheciam uma força especial, uma manifestação. Em tempos muito antigos e pouco conhecidos, os homens deram ao sol, ou a aquilo que dele viam manifestar-se, o nome de Ahuramazdao. Já no antigo Egito, eles o chamavam de Osíris, Na Grécia, de Apolo. E finalmente entre os Hebreus, de Cristo.

Com o surgimento da Cultura Cristã surge então no homem a questão: O quê, ou quem, eu sou? Qual minha missão, minha tarefa?

Podemos também nos perguntar: Como as Forças Solares agem em mim? Qual a missão de meu Eu, nesta situação da terra?

O que estava lá fora, agora está dentro de mim. O que transforma e age na natureza, age em mim. E é minha humanidade, que me coloca estas perguntas. E tais perguntas, só podem ser respondidas por mim.

Eu posso trabalhar em meu dia-a-dia fazendo-me tais perguntas? Posso ser assim um agricultor e ao mesmo tempo  moderno?

“O agricultor é um meditante!”, disse certa vez Rudolf Steiner.

Como este trabalho interior funciona? Não o trabalho interior pessoal, mas o trabalho envolvido por este impulso? De certa forma, a partir destas perguntas, começo a perceber as qualidades interiores da natureza. Ao manejar o rebanho, ou as áreas agrícolas, não me dirijo às questões apenas a partir de minhas conclusões técnicas ou intelectuais (esta forma pertence ao passado), eu levo as perguntas comigo para o sono, deixo tais questões agirem, e me atento ao que se manifesta em mim. No entanto, não devem estar separados o homem moderno  e aquele trabalhador/agricultor à moda antiga, que observa e analisa seu rebanho

Muitos vezes o que acontece é que, percebemos o chamado, as questõesque nos chegam, mas nós as ignoramos, pois não queremos sair da zona de conforto. Basta lembrarmo-nos de quando chegamos à agricultura orgânica, ou à agricultura biodinâmica. Percebia-se que algo precisava mudar em  nosso atuar, que uma transformação deveria acontecer. Muitos dizem a si mesmos em tais situações, “não, deixa como está...”

 Devemos entender que isto nos surge como um estímulo, um desafio. E a grande questão é: Como eu lido com este chamado? Pois não é o meu eu cotidiano que resolverá a questão.

Quando percebemos este chamado como uma voz interior (Eu), e passamos a viver nossas experiências a partir desta convicção, trazemos nossas questões para uma nova realidade.

As situações que nos desafiam na sociedade moderna só serão sustentáveis, se realizarmos este caminho interior.

A essência da biodinâmica, poderíamos dizer então, é a intenção/postura interior. Falamos da terra, preparados e etc..., mas minha atitude, isto é o que importa!

São quatro as qualidades às quais devemos nos atentar:

  • Honestidade: Tomo a sério o que meu ambiente de trabalho me apresenta. Solo, condições e etc. Confronto-me com o que tenho e aceito. Esta honestidade me dará a possibilidade de reconhecer a identidade. Isto acontece quando eu olho para o solo e aceito sua realidade (ou seja qual for a questão).
  • Abertura: O quê se apresenta a nós no presente?! Isto podemos aprender da planta. Tudo que nos rodeia pode estar em evolução, não há um ponto final. Isto também significa que o “solo” em que trabalhamos deve permanecer bom para as próximas gerações. Devemos cultivar sementes vivas, e não mortas (Transgênicas).
  • Cooperação: A concorrência é uma mentira criada pela indústria. Podemos observar dos animais uma relação que cria vida, nas abelhas vemos isso, elas são criadoras de relações. Resultado disto pode ser a solidariedade, não somente em nosso local de trabalho, mas a partir dele.Um CSA é um exemplo disto, trazer o novo, novos impulsos.
  • Responsabilidade: Trazer destruição ou cultura para o mundo? Estar consciente das consequências de nossos atos. Isto é mais que uma tarefa, e talvez seja o nosso maior dever.

Carlos Lira

Os relatos foram fornecidos por duas pessoas que participaram da Conferência Biodinâmica. Esta é uma forma de socializar um pouco os importantes conteúdos abordados na Conferencia. Estes conteúdos não são um relato ou Anais oficial da Conferência.

abd elo mec

AGENDAMENTO DE VISITAS GUIADAS
Favor avisar com antecedência. Horário recomendado: Sexta-feira às 9h00.

calendario astronomico 2017

Calendário Biodinâmico


Clique no link acima para baixar o mês de Janeiro/2017.

Cursos 2017 - Programe-se!

VEJA PROGRAMAÇÃO COMPLETA DE 2017
OUTUBRO
28 e 29 - Introdução aos Sistemas de Certificação Orgânica e Biodinâmica – Pedro Jovchelevich
NOVEMBRO
25 e 26 – Introdução à Agricultura Biodinâmica: Vida nova para a Terra (Módulo 3 – Palestras 5 e 6 do Curso Agrícola de Rudolf Steiner) – João Carlos Ávila e Deborah Castro
18 - Fenomenologia e desenhos de paisagem - Evandro Nicolau
VEJA PROGRAMAÇÃO COMPLETA DE 2017

Eventos de Parceiros

NOVEMBRO
Dia 11: Especialização em Agricultura Biodinâmica. Inscrições: Instituto Elo

Informativo ABD

Para receber informacões sobre CURSOS e eventos da ABD, digite o seu nome e endereço de email abaixo:

Mapeamento Biodinâmico

Pesquisa de Mercado

Este mapeamento tem o objetivo de entender como o consumidor final percebe a agricultura biodinamica, se ele a reconhece, se compreende suas vantagens etc. Trata-se de um marco zero para iniciarmos anualmente um monitoramento da evolução dos habitos de consumo em relação a agricultura biodinamica.


Venda de Vacas Biodinâmicas

venda de vacas biodinamicas

Informações com Paulo Cabrera pelo telefone (14) 97400-8834